.

.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Radialista recebe salário sem trabalhar

Foi anunciado com muito alarde que havia gente acumulando ilegalmente na Câmara Municipal de Maceió, além de tantos outros que recebem generosos salários sem dar um dia de serviço ao Município. Até agora não se soube de alguma medida prática para acabar com a ilegalidade. Também são tantos os "privilegiados" que fica difícil tomar alguma medida mais drástica.

 
França Moura: marajá da Câmara de Maceió


Entre os beneficiários está o radialista França Moura, que recebe R$ 17 mil por mês e não consegue encontrar o caminho do Legislativo de Maceió. No horário em que deveria estar trabalhando para justificar o salário de marajá, fica cuidando de destilar veneno contra as pessoas. Esta situação é uma pouca vergonha, o funcionário já deveria ter sido demitido por abandono de emprego, mas deve ter um padrinho muito forte para encobrir a maracutaia. Uma situação ridícula, que mais parece piada. Fica a pergunta que o próprio Moura faz todos os dias aos ouvintes: "de que é feito o ser humano?".


Clique na imagem para ver melhor


Confira, acima, extrato da página 7, do Diário Oficial de Maceió de 15 de março de 2013. França Moura aparece na linha 608, como funcionário estatutário, com  salário de R$ 17.358,68. Os números foram publicados pela Câmara de Vereadores de Maceió, em atenção à Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).