.

.

terça-feira, 30 de junho de 2015

Novidade no mundo virtual


O Diário Arapiraca está chegando

O primeiro de julho marca a entrada no ar do Diário Arapiraca, um portal repleto de informação e opinião. O DA é mais um empreendimento do empresário Marcelino Alexandre (Grupo Coringa) para atender aos povos de língua portuguesa. O Blog do Murta também vai estar no Diário. Sucesso a todos!

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Feijó anuncia mudança

Presidente da Federação Alagoana de Futebol Felipe Feijó, anunciou pela 96 FM Arapiraca, que irá buscar no mercado da bola uma pessoa gabaritada para elaborar regulamento e tabela do Alagoano 2016 de Futebol Profissional. Também deixou nas entrelinhas a possibilidade de mudanças na diretoria. O anúncio foi feito durante a jornada esportiva desse domingo, 28, jogo Asa 1x0 Cuiabá


Felipe quer cara-nova na Federação

Gostei de ouvir do filho de Gustavo Feijó a informação, afinal todos sabemos que Roque Júnior, atualmente o cabeça pensante do futebol na FAF, não reúne a menor condição para desempenhar a tarefa. Basta olhar as intermináveis "lambanças" feitas por ele durante o Alagoano de 15. Vamos aguardar.

Jornal reforça


Tonaço e Wyderlan juntos na 710

Resenha esportiva Jornal da Bola volta a ter duas horas de produção, a partir de hoje, no canal 710 AM/MCZ. Outra novidade é o apresentador. Será Tony Santos, que após meteórica passagem pela Pan Maceió, volta para o ninho de Walmari Vilela. Wyderlan Araújo é outro nome que está de regresso à Jornal. Repórter na primeira passagem, retorna, agora, na condição de comentarista. Boa sorte a todos!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Foi para o ar

"O Presidente interviu [sic] e resolveu a situação". A frase foi cuspida no ar por um repórter em início de carreira. Alguém precisa orientar o rapaz a procurar ler um pouco mais e se apaixonar pela língua portuguesa, visto que na mesma matéria ele usou, em outra pessoa, o verbo intervir, também de forma errada. Em tempo. A frase correta é: "O Presidente interveio  e resolveu a situação".


O intervir intriga a todos

Não é preciso ninguém ser professor de português, mas quem usa microfone para se comunicar com o público tem obrigação, mas obrigação mesmo,  de se expressar de forma absolutamente correta. E aqui não queremos ser a palmatória do mundo, não. Longe de mim desejar ser tão pretensioso, mas existem coisas que são mais que obrigatórias. E para quem é comunicador, falar correto é uma delas.

Abaixo a conjugação do verbo intervir no pretérito perfeito. 

Eu          intervim
Tu          intervieste
Ele(a)     interveio
Nós        interviemos
Vós        interviestes
Eles(as)  intervieram

terça-feira, 16 de junho de 2015

Um jogo p'ra dois

Os jogos da Copa América, pela Rádio Globo, têm dois narradores e dois comentaristas. Luiz Penido narra um tempo e Oscar Ulisses, o outro. E durante as duas etapas opinam Eraldo Leite e Osvaldo Pascoal. Não pensem que é abusar de bons narradores e comentaristas. Nada disso. A crise obrigou a emissora a adquirir apenas um direito de transmissão. Com isso juntou o que há de melhor, no Rio e em São Paulo, e dividiu a transmissão das partidas da Seleção Brasileira entre as duas principais praças globais. 


Cury e Amaral, uma dupla sensacional

Em tempo. Já tivemos na Globo/RJ a mesma experiência. Jorge Cury narrando um tempo do jogo principal e Waldir Amaral, o outro. A diferença é que naquela época a dobradinha ocorria por excesso de talento, diferente do momento atual onde o problema é meramente econômico-financeiro. Foi-se o tempo da gastança no complexo dos Marinho.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Zito virou saudade

Deixou o orbe terrestre, na noite desse domingo, 14, aos 82 anos, o craque Zito, bicampeão pelo Santos (1962/1963) e Seleção Brasileira (1958/1962). O ex-atleta padecia do  Mal de Alzheimer há algum tempo. Em julho do ano passado sofreu um AVC, tendo  ficado pouco mais de um mês internado. Mesmo assim passou a ter cuidados de uma UTI dentro da própria casa.


José Ely de Miranda (Zito)

Zito era o que se pode chamar de "volante antigo", aquele que tinha habilidade para sair jogando e não era apenas um destruidor de jogadas adversárias. O que a mídia, por desconhecimento histórico, costuma chamar nos dias atuais de "volante moderno". Zito leva para eternidade a marca que poucos jogadores possuem. Pode ser chamado de craque na verdadeira essência da palavra. Vai se juntar, na eternidade, a outros também craques que por lá já estão. Segue em paz, Mestre!

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Mitos do trabalho

 
Frase para reflexão

Alguns conceitos com relação ao trabalho precisam ser revistos. A fórmula vitoriosa nos séculos XIX e XX já está superada e o paradigma, agora, é outro. Senão, vejamos alguns exemplos.

Mito: trabalhar é fazer serviço pesado, com emprego de força física.
Realidade: A tecnologia permite realizar trabalhos significativos e que não demandem grandes doses de suor. O labor intelectual é tão importante como o que exige mais desgaste do corpo.

Mito: para realizar uma tarefa é obrigatória a presença física do trabalhador em um determinado local.
Realidade: Há inúmeras ocupações que podem ser realizadas em qualquer lugar do planeta, muitas vezes com maior rapidez e efetividade do que as executadas em um ambiente predeterminado.

Mito: o bom trabalhador é o que trabalha muitas horas por dia.
Realidade: o bom trabalhador é o que executa as tarefas com perfeição, sem falhas e com rapidez. O que mostra excelência no resultado que apresenta.

Mito: o indispensável em uma empresa é o "faz-tudo".
Realidade: o indispensável é o que tem conhecimento técnico apurado e é capaz de resolver situações inesperadas com tranquilidade, sem gerar tumultos, nem ampliar o problema. Tem expertise e a empresta aos pares nos momentos de maior tensão e dificuldade.

Mito: chefe bom é o "sargentão", que grita com todo mundo, dá ordens o tempo todo, cobra a tarefa várias vezes ao dia etc.
Realidade: o "sargentão" de plantão não passa de um rélis chefe, que nunca chegará a ser um verdadeiro líder. Este sim, sabe conduzir a equipe e funciona como facilitador dos trabalhos, além de ter a equipe na mão e transformar o ambiente de trabalho em algo prazeroso para todos.

Se você tem a sorte de trabalhar com um líder, parabéns! Se tem um chefe ao seu lado, imprima este post e deixe na mesa dele. Não vai adiantar muito, não, mas ele vai ficar sabendo que é um "chato de galocha".

Renivaldo celebra

 
Renivaldo assediado pela mídia nos tempos de Diretor

Muita festa no dia de hoje para o Administrador José Renivaldo, que completa idade nova. Dirigiu brilhantemente a Diretoria Regional dos Correios em Alagoas, em um passado recente. Competente, deixou o posto com um grande marco: uma moderna sede no bairro do Farol, em Maceió, que oferece grande conforto aos que continuam no batente. Parabéns, irmão!

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Análise sem paixão

De parabéns a mídia esportiva de Recife. Ao ouvir a Globo e a Jornal constatei a imparcialidade dos comentaristas das duas emissoras da capital pernambucana. Nos dois prefixos registraram-se erros de arbitragem em favor dos times locais, no último final de semana.


Pedro Luiz (Globo), um dos que acusou a "ajudinha" aos pernambucanos
 
É isso mesmo. Cabe, sempre, uma análise independente que registre a queixa quando o time da cidade é prejudicado pela arbitragem, mas que também não deixe passar em brancas nuvens as "ajudas" que o apito oferte ao dono da casa. Esta forma de agir é que dá credibilidade ao formador de opinião, que passa a ter o respeito de todos, mesmo quando o que fala não é tão suave aos ouvidos de quem escuta. O caso de Pernambuco é uma lição a ser seguida por todos. Mais uma vez, parabéns!

Jairo Campos parou


Jairo deixa o microfone temporariamente

Radialista Jairo Campos em gozo de férias na 96 FM Arapiraca. Everton Luis vai apresentar o jornalístico Canal 96, que vai ao ar, de segunda a sexta, ao meio-dia e meia, durante a ausência do titular. O melhor comandante de jornadas-esportivas do Brasil retorna aos microfones apenas no mês vindouro. Vai aproveitar o descanso para curtir a família, em Maceió. Bom descanso, guerreiro!