.

.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Momento Profut


Clubes pediram e Dilma deu de presente o Profut


A Lei 13.155,  batizada pelo próprio texto como Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte, é a grande dor de cabeça das entidades de prática desportiva pelas exigências que faz aos devedores contumazes. Entra tantas coisas que determina, algumas resultam na necessidade de modificação no estatuto dos clubes. O Blog vai tentar ajudar, criando sugestões de redações que poderão ser inseridas nas cartas maiores dos entes. Vale lembrar que são apenas ideias que precisam ser melhoradas de acordo com as peculiaridades de cada um.


Mandatos

O mandato do Presidente e dos demais eleitos será de 4 anos, permitida apenas uma recondução.


Conselho-Fiscal

O Conselho-Fiscal será formado por três membros titulares e três suplentes, escolhidos entre os sócios com direito a voto.

A chapa que concorrer ao Conselho-Fiscal será desvinculada de outras  que disputarem  posições diferentes no clube e a eleição dar-se-á em separado, constituindo-se em votação exclusiva para o referido Conselho.

O Conselho-Fiscal será independente e terá total autonomia, principalmente no que se refere a instalação e funcionamento, sem necessidade de aprovação por parte da Diretoria-Executiva quando da tomada de decisões, que será sempre por maioria simples.
Os integrantes do Conselho-Fiscal somente poderão ser destituídos pela Assembleia-Geral, devidamente convocada para tal, em seção extraordinária que tratará especificamente do assunto.
São motivos para destituição de membros do Conselho-Fiscal: elencar os motivos.
O mandato do Conselho-Fiscal será de 4 anos, permitida apenas uma recondução.


Vale lembrar que deverá ser criado um Regimento Interno que regule as atribuições do Conselho-Fiscal.


Receitas

É vedado   antecipar receitas de qualquer natureza, de exercícios futuros, no último ano de mandato da Diretoria-Executiva.


Em caso de reeleição será permitida a antecipação de 30% (trinta por cento) das receitas referentes ao 1º (primeiro) ano do mandato subsequente, bem como em substituição a passivos onerosos, desde que implique redução do nível de endividamento.


Gestão Temerária

Quanto à Gestão Temerária muita coisa também precisa ser enxertada nos estatutos, porém aí já é um outro assunto. Paramos por aqui.

Atenção!

A credibilidade  sempre será a marca do Blog do Murta


O Blog tem novidades para breve. Lembrem-se de que nem tudo que parece, é. No momento certo abordaremos o assunto com a independência e a imparcialidade que o tema exige. Aguardem!

45 anos de classe


Waldemir Rodrigues


Embora com um pequeno delay, não poderia me furtar de render minhas homenagens ao comentarista, Waldemir Rodrigues (Gazeta AM/MCZ), pela marca alcançada de 45 anos de profissão. Segundo o próprio, iniciou no rádio em 28 de outubro de 1970, como plantão- -esportivo, tendo depois sido repórter, narrador, âncora de programas jornalísticos e, finalmente, comentarista. Rodrigues foi bom em tudo que fez. Sempre deixou uma marca, como o faz agora na condição de analista do Timaço. Ninguém fica no ar durante tanto tempo se não for persistente, trabalhador, competente, especializado, conhecedor da matéria, equilibrado, sério, honesto, esforçado, aplicado, determinado, independente... Waldemir possui todos os adjetivos citados e muitos outros. A mim só me resta dizer que fico feliz em ouvi-lo quase que diariamente e parabenizá-lo pela categoria com que executa o trabalho. Sucesso, sempre!

Presidente da ACDA garante que não "lavou as mãos" no episódio Walter Luis

No recente caso envolvendo o plantão-esportivo da Globo AM/MCZ Walter Luis e o Presidente do CRB, quando os dois tiveram uma altercação no ar por conta de uma informação passada pelo radialista, a Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas não ficou de mãos-atadas, não. O Presidente Jorge Lins informou que entrou em contato com plantonista e com o chefe da equipe de esportes Walmari Vilela, além de ter tentado uma conversa com Marcos Barbosa e se pronunciado na Difusora AM/MCZ



Jorge Lins defende independência e autonomia dos profissionais do microfone


Lins foi informado por Vilela que "tudo já estava resolvido" e não haveria necessidade de prolongar o assunto. Já quanto ao Deputado Estadual do PPS, apesar de ter comparecido ao escritório do mesmo, o Bola-Branca não logrou êxito, mas que mesmo assim retornará para aclarar o assunto. "Estaremos sempre na defesa do livre exercício das atividades jornalísticas dos profissionais da mídia-esportiva alagoana", disse o mandatário da ACDA.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

O sonho está longe da realidade

 
Ainda não será este ano que a torcida do CRB vai celebrar a chegada à Série A


Apesar de ainda se falar que o CRB, mesmo  remotamente, poderia conseguir o acesso para a Série A do Brasileiro do ano que vem, pelos meus cálculos a missão é impossível. Tomando por base o índice de aproveitamento do quarto colocado, chego a um número de 67 pontos para se obter a classificação sem depender de ninguém. Com muita combinação de resultados, 64 pontos poderiam resolver o problema, mas o fato é que o Regatas atingirá, no máximo, 62 pontos, isto se vencer os 6 jogos que restam. Para mim o sonho de ver o time alagoano na elite do futebol brasileiro vai ficar adiado por mais um ano.

Didira é do CSA




Didira não vestirá mais a camisa do Asa


O Blog reafirma a informação passada no dia 28 de agosto, no post Didira no CSA, e banca o informe de que o jogador será reforço do clube do Mutange, em 2016. A informação que circulou recentemente dando conta que o atleta seria negociado com o Shanghai Shenxin, nada mais foi que uma artimanha utilizada pelo Centro Sportivo para desviar o foco da saída do atleta, do Asa, tendo alguns incautos sido utilizados como "bucha de canhão" para disparar o "aviso". A estratégia foi montada depois que a 96 FM Arapiraca levou ao ar a notícia da saída do jogador, do Alvinegro, na marca da exclusividade. Quem viver, verá: Didira é do CSA.

domingo, 25 de outubro de 2015

Informação acaba em bate-boca na Globo

Lamentável a forma deselegante como o Presidente do CRB Marcos Barbosa entrou no ar na Globo AM/MCZ, nesse sábado, 24, para contestar uma informação passada pelo plantão Walter Luis. O radialista afirmou que, mesmo virtualmente fora do rebaixamento, o Regatas, matematicamente, ainda poderia ser rebaixado na Série B do Brasileiro, o que revoltou o dirigente, que chegou a afirmar que Walter era "irresponsável e mentiroso" por conta da divulgação.


Walter ainda está pensando no que ouviu


Esse tipo de notícia sempre foi passada pelo historiador ao longo dos anos em que trabalha na mídia alagoana, independente de quem seja o clube. Só há uma explicação para a fúria do cartola: poderia estar com algum outro problema e aproveitou o mote para desabafar, visto que o jornalista Ricardo Mota já abordou assuntos muito mais pesados, que envolviam o cidadão Marcos Barbosa, sem que nunca o Deputado Estadual tivesse qualquer acesso de cólera.

Vale frisar que em momento algum Walter "afinou", tendo   respondido à altura o bombardeio que sofria no momento da altercação. Ao tempo em que se solidariza com o competente Walter Luis, o Blog torce para que a paz volte a reinar e pede a São Jerônimo que ilumine os dois, hoje e sempre. Clique aqui para ouvir o áudio da discórdia.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Globo decepciona

 
Jogadores só foram vistos na telinha muito depois do início do clássico


Foi um desrespeito ao telespectador o que a Globo fez nessa quarta, 21, ao colocar no ar  já com a partida em andamento, o jogo Fluminense 2x1 Palmeiras, pela semifinal da Copa do Brasil, jogado no Maracanã. Quando as imagens começaram a ser mostradas o jogo já estava aos quinze minutos da primeira etapa. E por favor não me venham com a desculpa de que é por causa do Horário de Verão. A grade da emissora tem que se adequar a cada situação. Vamos esperar que o fato não se repita nas próximas partidas. O telespectador tem o direito de assistir ao evento em sua totalidade. Por favor, pessoal!

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Do apito para a Prefeitura

O árbitro de futebol, Francisco Carlos do Nascimento, está decidido a ser Prefeito de Ibateguara, cidade que fica a 120 Km de Maceió, Alagoas. Chicão, como é mais conhecido, já conta com o apoio do Deputado Federal, Ronaldo Lessa (PDT-AL), o que sem dúvida alguma ajuda em muito na hora de cabalar votos.


Chicão pretende ser o dono da bola, em Ibateguara


Caso eleito garante que não vai amarelar na cadeira da principal autoridade do município e  escalar um time que jogue limpo. Se algum auxiliar tentar burlar as regras, disse que não vai titubear em aplicar o cartão vermelho. Disciplina, sempre.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Asa segue na fila

O torcedor está chateado porque desejava ver o Asa de volta a Série B do Brasileiro, no ano que vem, e o sonho fica adiado por mais 365 dias. Esbarrou no Tupi que no placar agregado venceu as duas partidas da Segunda Fase da Série C por quatro a um. Mas, diante das condições enfrentadas durante toda a campanha deste ano, precisamos entender que ter chegado às quartas de final foi uma façanha que merece ser reconhecida por todos.


Primeiro gol do Tupi marcado por Kaio Wilker na vitória por dois a um, no jogo de volta, em Arapiraca (Foto: Ailton Cruz/GA)


Tudo começa com o isolamento do Presidente Bruno Euclides, que assumiu o clube em um momento em que ninguém queria administrar a Agremiação e foi abandonado pelos cardeais do Alvinegro. O fato gerou um sério problema econômico-financeiro que se arrasta até o presente e não se sabe ainda como resolvê-lo, tendo desencadeado descontentamento no plantel, que chegou a reclamar publicamente dos atrasos nos pagamentos, sem falar  em jogador que, nos bastidores, comentava  a falta de interesse em permanecer defendendo a equipe.  A ausência de público nos jogos em casa também contribuiu, pois fez com que a receita de bilheteria não existisse. Some-se a tudo isso o fato de o time ter atravessado toda a competição sem que o técnico Vica tivesse atacantes de ofício à disposição dele, sendo obrigado a ajustar a esquadra com o que dispunha. O avançado Everton terminou a C sem dizer a que veio a Arapiraca e Luiz Paulo passou a maior parte do tempo no Departamento Médico. Ainda poderíamos listar uma série interminável de fatores, como até dificuldade com local para treinamento, porém prefiro ficar por aqui.

Não estou querendo colocar panos-quentes na situação, mas diante do exposto acima, não há motivos para lamentações. Entendo que o Asa foi mais longe do que se esperaria dele, portanto, é hora de muita calma, cabeça-fria, resolver as pendências e iniciar o planejamento para 16. Caso contrário, aí sim, o representante de Arapiraca corre o sério risco de ser um fiasco já no Alagoano próximo.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

A vitória sem honra é derrota

O caso não é recente, mas serve de exemplo para os dias atuais. O queniano, Abel Mutai,  estava prestes a ganhar uma corrida, quando ao entrar no último trecho  pensou que já havia vencido, diminuiu o ritmo, relaxou, e passou a saudar os espectadores como se vencedor fosse. O espanhol Ivan Fernandez Anaya, que vinha logo atrás,    percebeu que o queniano estava equivocadamente parado a uns 10 metros da linha de chegada e alertou  o concorrente  apontando para a frente e empurrando-o até a linha de chegada.


Um ato para ficar na história


“Ainda que a vitória me desse uma vaga na seleção espanhola, eu não teria me aproveitado da situação para vencer. Acredito que a minha atitude foi muito melhor do que ganhar.”, disse Ivan.

Que o exemplo venha para todos os desportistas brasileiros; que aprendam que a vitória sem honra de nada vale; que evitem trapacear nas competições; que os futebolistas não se atirem ao solo para "cavar" uma penalidade máxima; que um jogador que tenha consciência de que um pênalti foi erroneamente marcado a favor dele, diga ao árbitro que nada houve; que não aceitemos as falhas que nos ajudam para podermos, de cabeça erguida, reclamar quando somos prejudicados. A maneira de enxergar os fatos tem que ser a mesma, a favor ou contra nossos interesses.

Estes pequenos atos de honestidade serão capazes de mudar o mundo e fazer com que nossa geração legue um planeta melhor para os que virão.  Se continuarmos querendo levar vantagem em tudo, todos sempre seremos perdedores.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

CSA apresentará três atletas, de forma especial, em novembro


Nação Azul será decisiva na temporada  vindoura

CSA fará evento dia 14 de novembro, no Mutange, na parte da manhã, para apresentar  a Comissão-Técnica e dois atletas de ponta, marcando mais uma etapa para motivar o crescimento do programa Sócio-Torcedor. No dia seguinte, um domingo, feriado da República, mais um atleta de primeiro-escalão será apresentado na Praia da Ponta Verde, na chamada Rua Fechada, para provocar burburinho junto ao torcedor. Na ocasião o técnico Oliveira Canindé e os três reforços estarão em um estande, autografando os novos modelos de  camisa do clube, que serão vendidas no local. A data foi batizada de Domingo Azul.

Até 25 de novembro todos os contratados já terão sido anunciados oficialmente, tendo na lista jogador que atua no futebol alagoano. Até a camisa com o nome do atleta já foi confeccionada para ser usada no dia da apresentação. Vamos aguardar.

Rádio Globo chega a Maceió

A partir do próximo 26 de outubro, a Rádio Globo estará no dia a dia do maceioense, no AM 710, quando será lançada a nova programação do canal, que será uma mescla entre o que é produzido no eixo Rio-São Paulo, com as atrações locais, que, aos sábados, terá Emerson Júnior apresentando, ao meio-dia, o Topadão da Globo, uma revista eletrônica que tratará de assuntos leves, como saúde, educação-física, alimentação etc. O Blog havia adiantado o assunto no post Jornal prepara nova programação, publicado no último dia 28 de setembro.



Clique na tabela para ver melhor


Perceba que pela grade haverá uma mudança entre os apresentadores das resenhas. Tony Santos vem para o meio-dia e Walmari Vilela desce para as 17h. Outra mudança no esporte é a redução do tempo da resenha da hora do almoço, que terá sessenta minutos de produção. Atualmente tem duas horas.



Globo está chegando


Agora preste bem atenção! A marca Timão 10 acaba. A rádio vai usar o padrão nacional: Timaço da Globo. E agora, teremos dois timaços em Maceió! Todos sabemos que a Gazeta AM usa a brand (registrada) desde o tempo em que a emissora funcionava na Rua do Comércio, no Centro. Será que a Gazeta muda! Vai reivindicar direitos autorais na Justiça! A Globo será obrigada a abdicar do nome! Somente o tempo dirá. O mais importante é o fortalecimento do rádio da Capital dos alagoanos, independente da forma como for batizada a equipe de esportes. Boa sorte a todos!

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Quem vai querer ser Presidente?


O dinheiro da bola vai ter que aparecer

Já está em vigor a Lei 13.155/15, que cria o Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut). Por ela, as entidades de prática desportiva terão que mudar da água para o vinho a atual forma de gestão. Vamos aos principais pontos.

Documentação para aderir, entre outros requisitos:

I - Estatuto social ou contrato social e atos de designação e responsabilidade dos gestores;


II - Demonstrações financeiras e contábeis;


III - Relação das operações de antecipação de receitas realizadas, assinada pelos dirigentes e pelo conselho fiscal;

Exigências para manter-se, entre outras:


I - Obrigações trabalhistas e tributárias federais rigorosamente em dia;

II - Mandato do Presidente ou dirigente máximo e demais cargos eletivos de até quatro anos, permitida uma única recondução;
III - Autonomia do Conselho Fiscal;
IV - Proibida antecipação ou comprometimento de receitas referentes a períodos posteriores ao término  do mandato;

V - As dívidas não podem superar 10% da receita bruta até janeiro de 17 e 5% até janeiro de 19;

VI - Pagar em dia os salários  e todas as obrigações, inclusive direito de imagem, ainda que não guardem relação direta com o salário;
 
VII - No Estatuto tem que constar cláusula determinando o afastamento imediato e inelegibilidade, pelo período de, no mínimo, cinco anos, de dirigente ou administrador que praticar ato de gestão irregular ou temerária;

VIII - A Folha de  Pagamento e direitos de imagem de atletas profissionais de futebol não pode superar 80%  da receita bruta anual, exclusivamente do futebol;

IX - Investir obrigatoriamente na formação de atletas e no futebol feminino;

X - Ofertar ingressos a preços populares;

São considerados atos temerários, praticados pelos dirigentes:


I - Celebrar contrato com empresa da qual o dirigente, seu cônjuge ou companheiro, ou parentes, em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, sejam sócios ou administradores;

II - Antecipar ou comprometer receitas;
III- Gerar prejuízo anual acima de 20% da receita bruta;

IV - Não divulgar de forma transparente informações  aos associados e/ou torcedores;
 
Outros aspectos também merecem atenção especial, como os relativos às demonstrações contábeis, que deverão escancarar as seguintes receitas e/ou despesas:

I - De transmissão e de imagem; 

II - De patrocínios, publicidade, luva e marketing;

III - De transferência de atletas; 

IV - De bilheteria; 

V - De atividades sociais da entidade; 

VI - Totais com modalidade desportiva profissional; 

VII - Com pagamento de direitos econômicos  e/ou direitos de imagem dos de atletas 

VII - Com modalidades desportivas não profissionais;

VIII - Decorrentes de repasses de recursos públicos de qualquer natureza, origem e finalidade.  

E atenção!  Os bens particulares dos dirigentes respondem pelos desmandos praticados nos clubes. Atletas e Sindicato, entre outros, podem denunciar qualquer ato que burle a lei. 

Últimas informações: o parcelamento dos débitos anteriores a 4 de agosto de 15 pode ser feito em até 240 prestações, que não poderão ser inferiores a R$ 3 mil. Já para o FGTS o número de parcelas é menor: 180.  Atraso de 3 pagamentos faz o clube voltar para a estaca-zero e quitar a dívida pela metade não resolve a situação. Depois de tudo isso eu pergunto: alguém ainda vai querer ser Presidente de  clube?