.

.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Melhores

Independente de para onde a taça vai, o Blog divulga os melhores

O Alagoano Carajás ainda não acabou, mas não será por conta de mais três jogos apenas que minha opinião mudará, até porque o que tinha de ser apresentado já foi. Sendo assim, antecipo o que considero os melhores do Campeonato Alagoano, edição 17. Leia abaixo.

Mota (CSA)
Paulo Sérgio (Murici)
Eron (Asa)
Thales (CSA)
Léo (Sete de Setembro)

Dawhan (CSA) 
Leo Campos (Asa)
Everton Heleno (CSA)
Sérgio Mota (CRB)

Tarcísio (Murici)
Kível (Asa)

Treinador: Maurílio Silva (Asa)
Árbitro: Charles Hebert
Assistente: Rondinelli Tavares

Claro que haverá discordâncias; claro que não vi todos os jogos; evidente que o torcedor quer ver a maioria dos jogadores do clube que torce na relação; entendo e respeito o pensamento de cada um. Tudo é muito subjetivo. Não vamos passar ao ódio apenas pelo fato de pensarmos diferente. Justifico que a escolha foi difícil - exceção de algumas posições - visto que o campeonato foi nivelado por baixo. Clubes e jogadores ficaram devendo. A lista acima foi o que sobrou depois de uma garimpagem que levou dias.  

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Acea define rumo

Reunião da diretoria da Associação de Cronistas Esportivos de Alagoas, na tarde desta segunda, 24, no Colégio Guido, em Maceió,  foi muito proveitosa e definiu atitudes importantes a serem implementadas nos dias vindouros. O primeiro mobiliário e o material de expediente já estão definidos para serem utilizados na futura sede. Foi decidido que a sala receberá o nome de Jurandir Costa, enquanto que Reinaldo Cavalcanti será o Presidente de Honra da Acea. 


Diretores da Acea durante reunião no Guido


A Entidade irá proporcionar cursos de reciclagem para os associados. Arbitragem e língua portuguesa serão os primeiros, de muitos outros que virão, a depender do interesse da classe. Também já existe local certo para um bate-bola semanal, que será às quintas-feiras, às 20h. O nome do espaço de lazer será  revelado oportunamente. A diretoria da Acea também já trabalha no sentido de ser uma Associação sustentável no longo prazo e para isso os integrantes do corpo gerencial não medirão esforços para levar novas e boas práticas para todos os associados.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Semifinal do Alagoano: entenda como funciona a vantagem de Asa e CRB

Os jogos entre CSA x Asa e Murici x CRB marcam o início da semifinal do Alagoano Carajás de Futebol. As duas partidas serão jogadas nesta quarta, 19, em Maceió e Murici, respectivamente. A partida da Capital começa às 19h45min, enquanto que o embate previsto para Murici terá início exatamente às 21h45min, o famoso jogo "corujão".


CRB e Asa levam vantagem para a Semifinal


Por terem melhor campanha na fase anterior (Hexagonal) CRB e Asa, se empatarem em pontos e saldo de gols nas duas partidas da semifinal, estarão classificados para a finalíssima, o que significa dizer que dois empates ou uma vitória e uma derrota, desde que com diferença de gols igual (saldo zero) servem para Asa e CRB. Exemplo: no primeiro jogo CSA 20x19 Asa. Na segunda partida o Asa vence por um a zero. O representante de Arapiraca estaria classificado por termos empate no saldo de gols. Cada equipe teria marcado vinte e sofrido vinte tentos. Saldo zero. Simples assim.

Falou-se muito que dois resultados iguais classificam a dupla Asa/CRB, mas depende. Precisam ser resultados iguais de vitória, ou invertidos, para atender às necessidades das duas equipes.  Exemplifiquemos: duas vitórias por um a zero do Murici são dois resultados iguais que classificam o Murici, e não o CRB. É jogo de palavras, mas o correto é dizer-se: resultados iguais e invertidos. Ponto.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

FAF retira pontos de Asa, CSA, CRB e Murici

Mais uma vez o sítio-eletrônico da Federação Alagoana de Futebol traz uma informação errada. Referimo-nos à classificação geral dos clubes, que será fundamental para determinação do mando de campo na grande final do campeonato. Segundo o regulamento da competição, o clube que houver somado maior número de pontos em todas as fases anteriores (Inicial, Hexagonal e Semifinal) fará o segundo jogo em casa. 


Clique na imagem para ver o erro em tamanho maior


Como está posto, o CRB deixa de somar 19 pontos; Asa e CSA, 24; e o Murici, 12. A FAF computou como geral a pontuação das equipes apenas no Hexagonal, esquecendo a primeira fase, o que pode dar problema quando da finalíssima do Alagoano deste ano, como explicado acima, na questão do mando de campo do último jogo. Nos detivemos apenas aos pontos dos semifinalistas, mas outras equipes também apresentam resultados diferentes, como é o caso do Santa Rita, com 13 pontos a menos. No caso do CSE, por exemplo, o clube somou 27 pontos no total, mas na classificação geral aparece apenas com os 14 que conquistou no Quadrangular da Permanência e chega a ficar na frente de todos os demais clubes, o que não revela a realidade dos números.

É bom a Federação corrigir logo o problema, visto que o campeonato está na reta final e ninguém vai querer ficar no prejuízo. Entendo que a diferença deve ser na programação do site, que não somou as duas fases iniciais. Em tempo. A classificação final aponta 11 equipes, quando todos sabemos que apenas 10 disputaram o campeonato. A décima primeira equipe foi batizada "A definir", o que prova que falta ajuste no software que gera as informações.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Presidente da Acea elogia equipe da 96

O Presidente da Associação de Cronistas Esportivos de Alagoas Jorge Moraes, presente nessa quarta, 12, ao Estádio Rei Pelé, em Maceió, quando do jogo CRB 2x1 Asa, pelo Alagoano Carajás, fez questão de dizer da satisfação que sente ao ouvir o Toque de Bola (segunda a sexta, 20h) e as jornadas-esportivas da 96 FM Arapiraca. 


Jorge Moraes feliz com o que ouve na 96


"Rapaz, a jornada de vocês é muito boa. Fico procurando uma falha e não encontro. Todo mundo entrosado, todos entram na hora exata, não tem 'buraco' e a dinâmica empregada prende o ouvinte do primeiro minuto até o último. Muito bom. Ah! E o Cardeal está muito melhor do que quando trabalhava em Maceió. Cresceu profissionalmente em Arapiraca. Tá um repórter da p....", disse Moraes em conversa na cabina da 96, no Trapichão.

Arbitragem foi decisiva na derrota do Asa

Só não viu quem não quis. O segundo gol do CRB, marcado pelo jogador Chico, já aos 40 minutos do segundo tempo, na vitória do CRB por dois a um contra o Asa, nessa quarta, 12, no Trapichão, em Maceió, em partida pelo Hexagonal do Alagoano, foi originado de uma jogada onde o atleta do Regatas estava em clamoroso impedimento. Não foi o tipo de lance que gera dúvida. A distância entre o atacante do CRB e o último defensor do Asa era tão grande que não precisava nem da ajuda do olhar eletrônico para que a irregularidade fosse detetada. O que mais chamou atenção foi o fato de a jogada ter ocorrido no lado em que estava o assistente Esdras Mariano, muito próximo ao lance e que deixou tudo transcorrer como se nenhum problema tivesse ocorrido. Também errou o árbitro ao referendar a "desatenção" do juiz de linha, que já havia cometido o mesmo erro em outro lance similar, este não tendo resultado em gol do CRB. Ficou muito ruim para a arbitragem alagoana. A imagem de uma falha de tamanha monta vai rodar o Brasil, tornar Mariano e Júlio figuras conhecidas por terem mudado o curso de uma partida de futebol com um erro extremamente grosseiro.


Chico celebra a ajuda da arbitragem


Outro árbitro alagoano - Chicão - por ter errado no atual campeonato  amargou dois jogos de suspensão. Agora o que todos querem saber é se Esdras Mariano e Júlio César Farias ainda voltarão a apitar no atual certame ou se ficarão apenas na arquibancada aprendendo um pouco mais. Ah! Também é recomendável que árbitro e assistente (Júlio e Mariano) passem por um exame de fundo de olho. Maceió tem excelentes oftalmologistas e boas clínicas. Parece que o caso, principalmente de Mariano, reside no cristalino.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Susto e apreensão

Carrinho foi embora


Um radialista de Maceió foi surpreendido durante a apresentação do programa que comanda, de segunda a sábado, com a presença de três oficiais de justiça na emissora em que presta serviço. Os agentes tinham como missão - que foi cumprida - levar o carro do apresentador como garantia de dívidas não pagas. Uma situação tão constrangedora, que por questão de cidadania, preservaremos a identidade do afetado. Torcemos para que tudo se resolva da melhor forma possível, afinal, ficar sem carro, em Maceió, é pagar uma dívida duplamente.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Tá na boca do povo

Tá na ponta da língua


Tenho escutado de gente boa um pequeno escorregão na língua portuguesa, um pequeno descuido que não passa despercebido ao ouvido mais atento. Refiro-me à concordância quando o sujeito é formado por um coletivo. O correto é que o verbo concorde com o artigo que antecede o coletivo. Abaixo alguns exemplos.

O bando visitava o palácio deserto (correto). 
O bando visitavam o palácio deserto (errado).
 
A multidão saiu  aos gritos (correto).
A multidão saíram aos gritos (errado).

O elenco resolveu boicotar o treinador (certo).
O elenco resolveram boicotar o treinador (errado).
 O Blog não é o dono da verdade, nem tem a menor pretensão de ser, mas em determinados momentos a norma culta há de ser respeitada. Tenho dito.